Como ser gamer em tempos de crise

Faaalaaa, galera!

É, meus amigos, a crise chegou! Não estou aqui para discutir sobre política e nem economia, mas é inegável que estamos vivendo uma época muito difícil financeiramente para o nosso pais. Em períodos assim, praticamente todos os setores da economia são afetados, e com os games não é diferente. Foram aumentos seguidos do Dólar, inflação nas alturas e novos impostos, tudo junto fazendo com que o preço dos jogos subisse muito nos últimos meses. Pensando nisso, resolvi pesquisar essas dicas para viabilizar nossa paixão, mesmo em uma época de crise E JOGOS A 250 FUCKING REAIS como essa.

Desapegue dos usados

Quem não se lembra do orgulho que era ver os antigos “porta CD” cheeeios de jogos na época do PS1 e PS2 a grande maioria pirata, é verdade? Pois é, essa época linda passou, hoje em dia não podemos nos dar ao luxo de deixar jogos parados custando o que eles custam. A lógica é simples, zerou ou enjoou, já é hora de vender, sem deixar que o jogo perca muito o seu valor de mercado. Existem muitas lojas e grupos especializados em compra e venda de jogos usados, vale a pena dar uma olhada… tanto para comprar quanto para vender.

Aluguel voltou ao jogo

Acho que eu não alugava um jogo desde as saudosas fitas do Snes, mas esse voltou a ser um hábito comum para muitos gamers. Locadoras são uma saída muito interessantes para jogos de campanha curta, com menos de 15 horas como “Until Dawn”, ou para aqueles que você ainda não tem certeza se realmente vai valer o investimento da compra. Pelo menos aqui em Londrina, existem muitos lugares que trabalham com esse tipo serviço.Until Dawn

Não perca as promoções

As famigeradas “Steam Sales” influenciaram o mercado e tornaram muito comum grandes promoções (que geralmente duram pouco tempo) nas lojas de jogos em versão digital (sem presença de mídia física), elas são uma boa oportunidade de conseguir aquele jogo desejado por um precinho bacana. Infelizmente, para usuários de consoles, essas promoções geralmente se limitam a assinantes da Ps Plus e Live Gold, mas, em contra partida, usuários desses serviços recebem alguns jogos grátis mensalmente.

Os indies, não esqueça dos indies

Jogos indies são uma excelente alternativa para quando os AAA estão caros demais. Não deixe o preço e a falta de hype te enganar, esses games são tão bons quanto os das grandes produtoras, costumam ser feitos de gamers para gamers e, se você pesquisar bem, não vão te decepcionar. Limbo, Don’t Starve e Trine são apenas alguns dos muitos exemplos de excelentes títulos.limbo-title

Compartilhar é multiplicar

Essa é minha dica favorita. É comum que grupos de amigos tenham o mesmo console (infelizmente muitos dos meus erraram e compraram o XOne :P) portanto, uma ótima dica é formar um grupo de compartilhamento de jogos. A ideia é bem simples: o grupo se junta e divide o valor da compra do jogo, depois revezam em turnos para todo mundo ter a chance de jogar. Assim que todos tiverem zerado o game, é só vender o antigo e comprar o próximo. O problema desse esqueminha é que só serve para jogos de campanha curta e que você não esteja muito ansioso para jogar.

 

É isso pessoal, espero que tenham gostado das dicas e, se tiverem alguma diferente, não hesitem em deixar nos comentários.

E ai? Gostou do post? Me acompanhe nas redes sociais 🙂   

 

Compartilhe isso: