Quero saber: Por que eu deveria voltar à assistir essas séries?

Hey ho!

O post de hoje é um pouco diferente. Como nos meus últimos posts de séries as respostas por aqui foram bem legais, hoje eu quero saber a opinião de vocês sobre três séries que eu desisti de assistir e todo mundo adora. Quero bons argumentos para que eu possa dar uma chance novamente para elas, me ajudam? 🙂

The Big Bang Theory

Essa série foi lançada no ano em que entrei na faculdade e eu, como uma boa aluna de Ciência da Computação que era, acompanhava todas as séries modinhas da época. Lá em 2007 essa era uma das poucas séries que retratava o mundo “nerd”, porém, com o passar dos anos, hoje a série está em sua nona temporada, os esteriótipos ficaram muito exagerados e mais ou menos em 2012/2013, eu acabei perdendo a paciência para coisas desse tipo, e por isso abandonei a série.

Leonard e Sheldon podem lhe dizer tudo o que você quiser saber sobre física quântica. Mas eles não seriam capazes de lhe dizer nada sobre a vida “real”, as relações diárias ou humanas… Mas tudo vai mudar com a chegada da bela vizinha Penny, uma garçonete candidata a atriz que movimentará o grupo de amigos, que conta ainda com as presenças de Howard e Raj, um indiano que não consegue falar com mulheres.

Adoro Cinema

No começo do seriado, eu achava muito engraçado, todas aquelas manias do Sheldon, a total falta de habilidade social do Raj, as estranhezas do Howard e o Leonard totalmente apaixonado pela Penny, mas que depois também desenvolve outros relacionamentos. Mas depois eu comecei a reparar que existia uma certa forçação de barra nos esteriótipos, o relacionamento do Howard e do Raj, a forma de retratar a Penny independente, o relacionamento do Sheldon e da Amy, não era tudo meio “estranho” demais?

Mas Ana, é uma série, ficção, normal esteriótipos, não? É então, pode ser que sim, mas pra mim deixou de ter graça. Vamos lá, me diz por que eu deveria dar outra chance? 🙂

Grey’s Anatomy

Não sei exatamente quando eu comecei a acompanhar a história da Meredith, mas eu me lembro de ter que fazer uma maratona logo depois de começar, porque a série era boa demais para eu não acompanhar em tempo real.

Meredith Grey (Ellen Pompeo) começa a trabalhar no Seattle Grace Hospital e logo descobre que passou a noite com um dos seus chefes, Dr. Derek Shepherd (Patrick Dempsey). Enquanto enfrenta os desafios da vida profissional, ela se aproxima dos outros internos liderados pela residente Dra. Bailey (Chandra Wilson): Cristina Yang (Sandra Oh), Izzie Stevens (Katherine Heigl), George O’Malley (T.R. Knight) e Alex Karev (Justin Chambers).

Adoro Cinema

Eu sou fã da Shonda Rimes, a roteirista de Grey’s, assisto todas séries que ela escreve ou produz (Private Practice, Scandal, How to get away with murder) e no universo ShondaLand você sempre encontra mulheres fortes enfrentando diversos desafios, foi assim que eu me apaixonei por Grey’s.

Porém, no ar em sua décima segunda temporada, ou seja, há mais de uma década, e também conhecendo Shonda, você sabe que já perdemos personagens importantes e outros nem tanto. Acompanhei cada tragédia, cada acidente, cada reviravolta e cada alegria e conquista de Grey’s atentamente, assistindo episódios semana a semana, até não conseguir mais.

Quando eu soube, não cheguei à assistir, que o Derek morreria, decidi que era hora de parar. Mas por quê? Serei sincera em dizer que a Shonda tirou personagens demais da história, não que eu fosse lá grande fã do Derek, mas precisava mesmo matar um dos personagens principais depois de 12 anos? Sério mesmo? Isso sem contar que os dramas da décima primeira temporada já estavam me irritando um pouco, parecia um revival do que já tínhamos acompanhado nos primeiros anos da série, mas agora com outros atores.

Algum motivo para achar que eu deveria terminar essa série? 🙂

Game of Thrones

Esse é um seriado baseado na série de livros “As crônicas de Gelo e Fogo” de George R.R. Martin. Eu devorei todos os livros, inclusive o primeiro, que é o que dá nome a série, eu li em dois dias, sim, aquele livro com 835 páginas, isso porque eu achei a história fascinante e talvez eu seja um pouco intensa quando gosto demais das coisas haha.

Em 2011, a HBO decidiu investir no sucesso que os livros estavam fazendo e criar a série, que furor foi gerado com este anúncio, todo mundo em frente à TV esperando o lançamento. Confesso que eu assisto vários seriados da HBO, pois são várias obras de arte, mesmo quando os temas não são lá muito interessantes.

Há muito tempo, em um tempo esquecido, uma força destruiu o equilíbrio das estações. Em uma terra onde os verões podem durar vários anos e o inverno toda uma vida, as reivindicações e as forças sobrenaturais correm as portas do Reino dos Sete Reinos. A irmandade da Patrulha da Noite busca proteger o reino de cada criatura que pode vir de lá da Muralha, mas já não tem os recursos necessários para garantir a segurança de todos. Depois de um verão de dez anos, um inverno rigoroso promete chegar com um futuro mais sombrio. Enquanto isso, conspirações e rivalidades correm no jogo político pela disputa do Trono de Ferro, o símbolo do poder absoluto.

Adoro Cinema

E não podia ser diferente, a primeira temporada de Game of Thrones quebrou paradigmas, deixou muita gente de boca aberta e trouxe toda aquela emoção que existia nas folhas de papel para a TV, fiquei muito feliz com o resultado.

Porém, nem tudo são flores e a liberdade criativa fez algumas vítimas no processo de sucesso da série. E eu confesso que não passei da segunda temporada, isso porque eu realmente devorei todos os livros e esperava que fosse algo mais fiel. Mas, Ana, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Leeeet it gooo! haha

Alguns podem dizer que “Game of Thrones” é realmente só para os fortes e terei que responder: não, gente, eu não deixei de assistir pelo sangue, pela violência, pela morte de personagens importantes, pelo sexo ou pelas outras polêmicas. Deixei de assistir porque comecei a série esperando algo mais fiel aos livros, e você pode dizer que sou ingênua, porque nunca é igual, e eu sei, mas aí também resolvi desistir da série, tinha outras coisas legais passando na época, saudades Mad Men, uma série da HBO por vez é o suficiente haha, então deixei pra lá.

Mas estou aberta a argumentos, me dêem bons motivos para voltar à assistir. Mas sem os clichês de violência, morte, blá blá, Daenerys haha, quero bons motivos mesmo! 🙂

Você também pode me encontrar aqui 😉 

Compartilhe isso:
  • Ricardo Ferreira

    Vou dar só um motivo pra voltar a assistir GoT haushaha… A série alcançou o último livro, e o gordão lerdo não entregou o último livro prometido em contrato no prazo pra HBO, e cujo conteúdo seria o material da próxima temporada. Isso significa que dá próxima temporada em diante ninguém tem spoiler, ninguém conhece a história, NINGUÉM MESMO!… acabou o choro de quem já leu o livro. O George R. Martin foi obrigado contratualmente a contar como termina a sua história para os executivos da HBO, pro caso de ele morrer antes de terminar todos os livros, alguém saber como terminaria na cabeça dele (isso é sério huahuahua). Ele só não contou como pretende chegar a esse final, que eh o conteúdo dos próximos livros. Assim a série de TV passa a ter o controle da liberdade criativa do desenrolar da história. Se estar amarrada ao livro era um fator que ‘estragava’ a série apesar de eu achar que ela só evoluiu (principalmente pra quem parou na segunda temporada), acredito que essa virada no jogo só irá melhorar ainda mais a série.