Segunda Chance: The Walking Dead!

Hey ho!

Como vocês sabem, em alguns posts no blog eu falei por que você não deveria assistir alguns seriados, os posts são esse e esse aqui. No segundo post, um amigo disse que eu deveria dar uma segunda change pra The Walking Dead, assistir a série sem me preocupar com os dramas familiares, ou com os zumbis (?), e entender sobre o que a série realmente era. Pois bem, segui os conselhos dessa sábia pessoa e decidi dar uma segunda chance para TWD, vejamos o que eu descobri.

Os zumbis não são protagonistas da história

Quando a série começou, lá em 2010, talvez o tema fosse de fato os mortos-vivos, zumbis, “walkers”, mas isso porque eles eram o motivo de estarmos diante de um apocalipse, a humanidade estava morrendo e voltando. Mas no decorrer das temporadas, principalmente ali no final da segunda, quando descobrimos que todos estão infectados e basta morrer para se juntar aos mortos-vivos, passamos a entender que a história não é exatamente sobre eles.

Mas como, Ana? Bem, com certeza não existiria The Walking Dead sem esses ilustres participantes, mas com o passar do tempo o que começamos a ver é como os sobreviventes lidam uns com os outros. Demorei muito tempo para entender por que, quando eles encontravam outros sobreviventes, na terceira temporada quando Rick e o Governador resolvem fazer uma disputa de poder, eles entravam em guerra. Pessoas, vocês estão todas praticamente mortas, por que raios estão brigando entre si?

Porque é sobre isso que é a série, sobre as relações humanas, sobre a lei do mais forte, sobre oferta e demanda. Em vários momentos vemos que os zumbis estão sendo usados para sobreviver, como é o caso de Michonne, ou então para descontar a raiva, como é o caso do Governador. Mas o que eles passam dia e noite pensando a respeito é como conquistar territórios e segurança, proteger as pessoas que se tornaram parte de sua família sob qualquer circunstância, inclusive no HQ aparece uma cena em que Rick diz “Você mata. Você morre”, já no seriado a frase é algo como “Se você não mata, você morre”.

the-walking-dead-dwight

O Daryl sabe disso, deveria ter matado o Dwight 😉

Conforme as temporadas vão passando, com as novas guerras e o que vem com elas, fica muito mais claro que os zumbis são na verdade os coadjuvantes da série, enquanto ficamos cada vez mais assustados, ou não, com a brutalidade com a qual as pessoas se relacionam. O que me fez querer continuar assistindo e começar a reler o HQ foi o fato de que, apesar de atualmente não termos zumbis entre nós, todo o desenrolar da história se parece muito com as guerras que temos hoje, com extremistas de todos os lados, cada um defendendo o seu.

Então, sobre o que é a série?

The Walking Dead é uma série sobre como uma sociedade foi destruída pelo apocalipse e como nós, humanos, lidamos com o fato de termos que restabelecer alguma civilidade. Em vários momentos vemos os personagens se questionando se eles ainda são humanos, afinal de contas até canibalismo podemos ver na quarta e quinta temporada. Ou seja, todos os limites que teoricamente a sociedade atual teria foram extintos pelo apocalipse e, então, como manter a civilidade em tempos extremos?

Confesso que ter assistido a série com esse outro olhar, sem me preocupar com as briguinhas entre Rick e Lori, ou com quão chato Carl pode ser até se tornar um adulto, me fez ver que de fato de The Walking Dead vale bastante a pena. Eu havia abandonado a série ainda no começo da quarta temporada, ou seja, não tinha visto nada do segundo arco do Governador e Rick, aprendi que mesmo quando você acha que não vale a pena, tem que continuar, uma hora você vai encontrar um celeiro ou uma nova comunidade que vai te acolher 😉

Sim, The Walking Dead vale a pena! Principalmente se você quiser observar melhor como seria o comportamento humano durante um apocalipse, e quem sabe se preparar antecipadamente para isso, ou então apenas repensar algumas ações do dia-a-dia, ou raios, pode assistir apenas pelo entretenimento também! 🙂

E aí, que outra série você acha que merece uma segunda chance?

Você também pode me encontrar aqui 😉 

Compartilhe isso:
  • Edney Antonio Reis Filho

    THE WALKING DEAD ? Nunca critiquei 😉

    • Ana Carolina Alves Rodrigues

      Que bom @edneyantonioreisfilho:disqus porque eu critiquei bastante! hahaha E agora me rendi =/